Produção

Vinho Invisível da Ervideira esgota em cinco meses

Vinho Invisível da Ervideira esgota em cinco meses

O vinho Invisível da Ervideira esgotou cinco meses após ser colocado no mercado. De acordo com o produtor vitivinícola do Alentejo, no total foram vendidas 60 mil garrafas.

“Esta foi já a 8ª colheita de Invisível, seguindo a tradição do lançamento no dia 1 de abril, dia das mentiras. Quando nasceu, a marca Invisível produzia apenas 13 000 garrafas/ano, mas com o galopante crescimento da procura, ano após ano, a tendência aponta para um contínuo aumento da produção”, explica a Ervideira.

“A unicidade do Vinho Invisível é o fator chave do seu sucesso. Os consumidores sentem curiosidade pelo vinho, e quando o provam ficam verdadeiramente surpreendidos pela positiva, acabando por recomendar aos amigos e originando um autêntico efeito de ‘bola-de-neve’”, explica Duarte Leal da Costa, Diretor Executivo da Ervideira. “Em apenas cinco meses esgotámos as 60 000 garrafas de Invisível que produzimos este ano – o que demonstra o positivo desempenho das nossas vendas. Contudo, é difícil perante os que procuram o vinho, afirmar que ‘já não há!’. Se este nível de procura se mantiver, tudo aponta para que, no próximo ano, aumentemos ainda mais a produção. Prevemos colocar entre 65 000 e 70 000 garrafas no mercado em 2018”, acrescenta.

O produtor diz também que este vinho ainda está disponível em algumas garrafeiras do país.

A Ervideira registou uma faturação de cerca de 1 milhão de euros nos primeiros seis meses de 2017, um crescimento de 5% face ao período homólogo.