Sustentabilidade

PepsiCo pretende eliminar 67 000 milhões de garrafas plásticas descartáveis até 2025

PepsiCo pretende poupar 67 000 milhões de garrafas plásticas descartáveis até 2025

A PepsiCo publicou na passada semana o seu relatório de Sustentabilidade relativo ao ano de 2018, um documento em que anuncia uma “nova abordagem” na construção de um sistema alimentar mais sustentável. De acordo com a empresa, no final de 2018, mais de metade das suas matérias-primas diretas já eram provenientes de fontes de cultivo sustentável e até 2025 a PespiCo estima conseguir uma poupança de 67 000 milhões de garrafas plásticas descartáveis.

Ramón Laguarta, presidente e CEO da PepsiCo, sublinha que “sendo uma empresa líder global no fabrico de alimentos e bebidas, com produtos consumidos mais de mil milhões de vezes por dia, e atuando em mais de 60 países através da cadeia de abastecimento agrícola, temos certamente um papel importante na resposta aos desafios do sistema alimentar moderno, desde a mudança climática à escassez de recursos, ao desperdício de embalagens e à desigualdade de receitas. Ao mesmo tempo em que tiramos partido do nosso alcance global para obter impactos positivos, queremos destacar o nosso compromisso em continuar a evolução da nossa agenda de sustentabilidade”.

O relatório de Sustentabilidade de 2018 da PepsiCo agora publicado revela a evolução feita pela companhia em seis áreas chave nas quais tem vindo a investir, nomeadamente na Agricultura, onde tem apostado em práticas mais sustentáveis e resilientes.

“No final de 2018, mais da metade das matérias-primas diretas da PepsiCo, como a batata, o milho integral, a aveia e a laranja foram verificadas como provenientes de fontes sustentáveis, graças ao seu Programa de Agricultura Sustentável. A empresa continua a trabalhar para conseguir alcançar 100% dos seus produtos [sustentáveis] até ao final de 2020 globalmente. De facto, a totalidade das batatas cultivadas em Portugal já são de origem sustentável”, diz a empresa.

No que diz respeito à Água, a PepsiCo está a trabalhar para ser mais responsável na gestão da água em toda a sua cadeia de valor. “A PepsiCo tem como objetivo repor 100% da água que utiliza nas suas operações de produção em áreas de elevado risco e escassez de água, até 2025. Além disso, a empresa aproveita a sua experiência para defender políticas e práticas que protegem as bacias hidrográficas locais. Em 2018, a Fundação PepsiCo ajudou a proporcionar acesso a água potável a mais de 6 milhões de pessoas, o que aumenta o número total de beneficiários para 22 milhões desde 2006”.

Além disso, a empresa anuncia um objetivo de redução de 35% do conteúdo de plástico virgem em toda a sua gama de bebidas até 2025 e revela que pretende utilizar 25% do material reciclado nas suas embalagens de plástico até 2025 e 50% nas suas garrafas de plástico na União Europeia até 2030.

A somar a este compromisso, a PepsiCo propõe reduzir em 20% o total de emissões de gases com efeito de estufa em toda a sua cadeia de valor até 2030, comparativamente a 2015. Em 2018, a PepsiCo reduziu as emissões de Alcance 3 (fora das operações diretas da empresa) em aproximadamente 2,2 milhões de toneladas métricas, além de reduzir as emissões de Alcance 1 e 2 em 6,4% dentro suas operações diretas.  Por fim, a empresa compromete-se a aumentar os salários potenciais das mulheres em todo o mundo.