Produção

No último ano venderam-se 9,2 milhões de preservativos em Portugal

No último ano venderam-se 9,2 milhões de preservativos em Portugal

No dia em que se celebra o Dia Mundial da Saúde Sexual (4 de setembro), a Nielsen revela que as vendas de preservativos apresentaram um crescimento de 3,5% em valor e um decréscimo em volume no último ano, com um total de 9,2 milhões de preservativos vendidos no mercado português.

Os dados divulgados pela Nielsen indicam também que as vendas em quantidade de Preservativos com Gel aumentaram 83% no último ano, representando 2% do volume de vendas da categoria. Esta é uma tendência vai ao encontro do desenvolvimento da categoria de Lubrificantes, que cresceu 17% em volume entre 2016 e 2017.

Tiago Rodrigues, Sales Consultant Manager da Nielsen, explica que “os drivers desta categoria são a inovação e o preço. No ano móvel a terminar na semana 24, 46 em cada 100 preservativos vendidos foram suportados por uma atividade promocional, o que significa que as vendas em volume com promoções aumentaram 7%, face ao período homólogo. No último ano, não obstante, o aumento das vendas com promoção, o preço médio dos preservativos aumentou 4%. Esta tendência regista-se nos formatos de 6un, 10un e 12un, que representam 97% do volume de vendas da categoria.”

A Nielsen diz ainda que o mercado de preservativos nos hipermercados e supermercados fatura cerca de 6,7 milhões de euros, representando 99% das vendas auditadas pela Nielsen no Retalho Alimentar.