Produção

Heineken vai construir fábrica em Moçambique

Heineken vai construir fábrica em Moçambique

O Grupo Heineken vai construir uma nova fábrica em Bobole, em Moçambique. De acordo com a Lusa, esta unidade deverá custar cerca de 100 milhões de dólares e criar 200 postos de trabalho.

O grupo holandês de cervejas e a Autoridade Tributária daquele país negociaram nos últimos meses um pacote fiscal com vista ao arranque do empreendimento que vai incluir formação de trabalhadores moçambicanos.

Numa nota enviada às redações, a Central de Cervejas, que pertence ao grupo holandês, revela que a nova unidade de produção da Heineken em Moçambique terá uma capacidade de produção de 800 mil hectolitros, que serão distribuídos no mercado interno.

Boudewijn Haarsma, Diretor Geral da Heineken Internacional para África, Médio Oriente e Europa Oriental, refere que “estamos entusiasmados por entrar em Moçambique, que tem perspetivas económicas promissoras a longo prazo (…) Investir num novo mercado, como Moçambique, contribui para a ambição da Heineken de expandir a nossa presença global e ser a número 1 ou um forte concorrente em todos os mercados nos quais operamos.”

A primeira garrafa de cerveja deverá sair da linha de produção no primeiro semestre de 2019.