Produção

Coca-Cola quer garrafas 100% recicláveis até 2030

Coca-Cola quer garrafas 100% recicláveis até 2030

A Coca-Cola anunciou esta segunda-feira (22 de janeiro) que pretende recolher e reciclar todas as embalagens que coloca no mercado. A estratégia da empresa passa por ter embalagens 100% recicláveis até 2030.

A reciclagem de embalagens é o eixo central da nova visão da Coca-Cola, que tem como mote ‘Um Mundo Sem Resíduos’. “Para atingir esta meta ambiciosa, a companhia Coca-Cola aposta no investimento e na inovação e apoia trabalhos já em curso para tornar as embalagens 100% recicláveis. Sob a visão de que as embalagens de alimentos e bebidas são uma parte essencial do quotidiano das pessoas, a Coca-Cola reconhece que muito mais há a ser feito para reduzir o desperdício de embalagens a nível mundial”, sublinha a empresa numa nota enviada às redações.

James Quincey, presidente e CEO da The Coca-Cola Company, refere que “o mundo tem um problema com o desperdício de embalagens e, juntamente com a indústria, temos a responsabilidade de ajudar a resolvê-lo. Através de ‘Um Mundo Sem Resíduos’, estamos a investir no nosso planeta e nas nossas embalagens para sermos parte da solução do problema da reciclagem.”

Outra das apostas da empresa passará pelo investimento em Marketing com o objetivo de “ajudar as pessoas a compreender o quê, como e onde reciclar. Assim, apoiará a recolha de embalagens em toda a indústria, incluindo as garrafas e latas de outras empresas. A companhia colaborará, também, com as comunidades locais, parceiros da indústria, clientes e consumidores para ajudar a abordar questões como os resíduos marinhos.”

Para além disso, a empresa pretende investir em embalagens mais sustentáveis, nomeadamente através da utilização de novos materiais como as resinas vegetais, reduzindo a quantidade de plástico em cada embalagem e incluindo materiais recicláveis nas mesmas. Além disso, a multinacional estabeleceu a meta de, até 2030, fabricar embalagens com uma média de 50% de material reciclado.

Em 2017, a Coca-Cola anunciou no mercado português uma nova redução no teor de açúcar por litro na sua oferta total de bebidas, uma medida que, segundo Tiago Santos Lima, Diretor de Relações Externas da Coca-Cola Portugal, resulta da perceção de que “o mundo está em mudança, que temos que nos adaptar e que responder às necessidades dos consumidores (…) Reconhecemos que a saúde é uma preocupação, assim como o consumo em excesso de açúcar, e vamos estar atentos às necessidades dos consumidores.”