Responsabilidade Social

Buondi e Liga Portuguesa Contra o Cancro promovem ação de diagnóstico de cancro de pele

Buondi e Liga Portuguesa Contra o Cancro promovem ação de diagnóstico de cancro de pele

A Buondi, o ISN e a Liga Portuguesa Contra o Cancro vão promover ações de diagnóstico precoce de cancro de pele em nove praias portuguesas. A iniciativa tem como objetivo sensibilizar os portugueses para os riscos da exposição solar.

No âmbito desta ação, a marca vai instalar um toldo nas praias onde um médico dermatologista efetuará o despiste de lesões na pele e reforçará os cuidados a ter com o sol. Teresa Roseta, responsável de marketing de cafés torrados da Nestlé Portugal, refere que “a Buondi está nas praias desde sempre e gosta que as pessoas vivam intensamente a praia, a beira-mar, a vida em geral. Mas viver intensamente, é viver sem excessos para que possamos apreciar sempre as coisas boas. Tendo em conta este racional, não podíamos deixar de apoiar a LPCC na missão de fazer com que as pessoas ganhem maior consciência dos perigos da exposição solar e o que podem fazer para evitar futuros problemas de pele. Foi nesse sentido que no âmbito da parceria que temos há vários anos com o ISN, nos disponibilizámos para apoiar a Liga Portuguesa Contra Cancro no desenvolvimento desta iniciativa com a qual esperamos chegar a muita gente e, quem sabe, salvar vidas. O nosso maior objetivo é que todas as pessoas vivam intensamente o seu verão e que entendam que, para isso, é preciso respeitar o sol e ter as devidas precauções com a exposição solar”.

Rui Oliveira Soares, médico dermatologista da LPCC, revela que se prevê que, este ano, sejam diagnosticados 12 mil novos casos de cancro, 1000 dos quais melanomas. “A campanha desenvolvida em parceria com a Buondi tem dois objetivos principais: o primeiro objetivo foca-se na prevenção primária, que significa explicar à população o que podem fazer para reduzir o risco de terem cancro, por outro lado e complementando, existem ações de diagnóstico precoce do cancro da pele, que consistem na observação com o objetivo de encontrar sinais que sejam perigosos e potencialmente geradores de cancro, ou que já sejam cancro e que devem ser assistidos e tratados. Decidimos apostar nas ações de diagnóstico, pois a pele é um órgão exposto e bastará uma observação cuidada por parte do dermatologista para encontrar esta forma de cancro. O mais importante é que a grande maioria dos cancros de pele quando diagnosticados precocemente têm uma taxa de cura muito alta, quase de 100%, mesmo no cancro mais grave, o melanoma”.

Esta ação vai passar pelas praias de Quarteira-Gaivota, Carvoeiro-Portimão, Albarquel-Setúbal, Física-Torres Vedras, Leixão-Póvoa do Varzim, Matosinhos, Azul-Espinho e Furadouro-Ovar.