Retalho

Kiabi do Fórum Sintra recebe mais de 3 mil pessoas só nas primeiras quatro horas

loja Kiabi Fórum Sintra

A Kiabi, marca de moda low cost, abriu esta quinta-feira (16 de março) uma nova loja no Fórum Sintra, a primeira da insígnia na região da Grande Lisboa. Numa nota enviada às redações, a marca refere que só nas primeiras quatro horas o espaço contou com a presença de cerca de 3 mil pessoas.

“A nossa concentração está no cliente e, por isso, apoiamo-nos num ambiente acolhedor na loja, num serviço facilitador, na inovação e na tecnologia para favorecer uma relação de proximidade”, explica Isabel Azevedo, Country Manager da marca para Portugal. “Esta abordagem está presente nos nossos produtos, assim como nos nossos serviços bem como no modo de comunicação, tendo como prioridade absoluta que os clientes tenham uma experiência de compra feliz.”

“A nossa ambição não passa apenas por satisfazer os nossos clientes, mas sim por encantá-los no dia-a-dia através de inovações entusiasmantes e acessíveis. E para isso, os colaboradores têm um papel crucial nesta nossa iniciativa: qualquer que seja o trabalho desempenhado, cada um deles é autónomo e responsável no exercício de suas funções, respondendo assim à vontade do grupo de encorajar a tomada de iniciativa e a realização dos talentos”, conclui a responsável.

KIABI - Fórum Sintra - Distribuição Hoje

A nova loja Kiabi conta com um espaço de 1800 metros quadrados e possui já o novo conceito de retalho da marca, “com arquitetura luminosa, materiais contemporâneos, ambiente descontraído e estratégia cross-channel, que permite aos clientes uma experiência de compra diferenciadora e que complementa a loja física com a online.

De acordo com Isabel Azevedo, o Fórum Sintra “é um dos shoppings da região de Lisboa com maior afluência de público, com uma localização estratégica entre a cidade e as praias e bastante frequentado por famílias, o que reflete na íntegra a tipologia de consumidor que a Kiabi deseja servir”.

 “Com esta nova abertura concedemos cerca de 40 postos de trabalho na região e pomos oficialmente em marcha um plano de crescimento no mercado português que passa pela abertura de um total de 10 lojas e a criação de 400 empregos ao longo dos próximos cinco anos”, conclui.