Distribuição

Intermarché abre o ‘ferrari dos hipermercados’

Intermarché abre o ‘ferrari dos hipermercados’

O Intermarché inaugurou esta semana, em Lagos, o seu primeiro hipermercado no mercado nacional, um investimento de 4 milhões de euros que, de acordo com o Grupo Os Mosqueteiros, vem criar um ‘ferrari dos hipermercados. Esta nova loja integra ainda a primeira FNAC em franchising do mercado português.

Numa nota enviada às redações, a insígnia refere que esta nova loja inspira-se “no conceito de praça e de mercado tradicional, que permite uma experiência de compra mais simples e rápida aos clientes”.

Uma das mais importantes novidades com a abertura desta unidade é a integração de um Burger King e de uma loja FNAC em regime de franchising, a primeira a adotar este modelo de negócio no mercado português. Esta loja FNAC é propriedade do casal que gere também a loja Intermarché e é fruto de uma parceria entre as duas insígnias.

Para integrar este conceito, a loja Intermarché de Lagos viu a sua superfície comercial aumentar para 2500 metros quadrados e a superfície total para os 4000 metros quadrados, introduzindo serviços como parafarmácia, mercado, serviço drive, florista, take away com área de sushi, grill, rotisseri e posto de abastecimento.

 “O novo conceito de hipermercado desenvolvido na loja de Lagos foi inspirado nas zonas de frescos dos mercados tradicionais. O objetivo do modelo é responder de uma forma muito direta, simples e prática às necessidades de cada cliente quando entra na loja. O primeiro hipermercado do Intermarché em Portugal apresenta um percurso dividido em três missões de compra. A compra imediata, que diz respeito ao pão, take away grill, rotisseri, sushi, comida dietética, sumos frescos feitos no momento, iogurteria e outros produtos de consumo imediato; a compra diária, ou seja, toda a gama de frescos como peixe, carne, frutas e legumes e a compra semanal, que se refere a toda a restante gama da loja, incluindo a garrafeira que apresenta uma oferta muito completa e variada. Para facilitar a experiência de compra, as secções correspondentes à compra imediata e diária encontram-se na entrada principal da loja”, explica ainda o Grupo Os Mosqueteiros.

Vasco Simões, administrador do Intermarché, sublinha que “o novo conceito de hipermercado do Intermarché nasce da vontade de termos uma zona de frescos à imagem do mercado tradicional. O layout da loja foi desenhado a pensar no cliente e em proporcionar um percurso de compra confortável e que satisfaça as necessidades com as quais se vai deparando ao longo do seu percurso. Para a recriar o ambiente de um mercado tradicional, recorremos ainda a uma mistura de materiais que dão um toque de modernidade e frescura à nova loja e, em paralelo, funcionam como uma forma de comunicarmos alguns dos valores que nos distinguem como a ligação às origens, ao tradicional e a proximidade com os clientes.” Acrescentando ainda: “O Intermarché representa o tradicional da distribuição moderna e esta loja transmite na perfeição este ADN único da insígnia.”

O novo Intermarché de Lagos faz parte do plano de expansão que a insígnia tem em marcha desde 2015 e que prevê a abertura de 63 lojas até 2020 e um investimento de 200 milhões de euros.