- Distribuição Hoje - http://www.distribuicaohoje.com -

m-commerce: 37% das empresas não estão preparadas para o mobile

37% das empresas globais não estão preparadas para os dispositivos móveis. A conclusão é de um estudo divulgado esta quarta-feira (6 de novembro) pela Paypal [1] que revela que apesar de 80% dos consumidores em todo o mundo admitirem já ter feito compras a partir dos seus smartphones nos últimos seis meses, apenas 63% das empresas afirma ter um site otimizado para telemóveis ou preparado para aceitar pagamentos através de um dispositivo móvel.

De acordo com a PayPal, por detrás desta tendência poderá estar o facto de 25% dos comerciantes em todo o mundo admitirem que a sua prioridade número um é apenas manter os seus negócios à tona. Isto significa que para milhões de pequenas empresas, oferecer uma experiência integrada no mobile’ não é uma prioridade para a sobrevivência dos seus negócios, contudo, de acordo com o estudo, se as empresas dessem prioridade ao mobile conseguiriam ter menos carrinhos de compras abandonados e uma receita 15% superior.

O estudo da PayPal mostra ainda que “a Índia está a liderar o caminho no uso do comércio em dispositivos móveis, com 70% dos consumidores indianos a preferirem usar o telemóvel para fazer compras. 81% dos comerciantes indianos dizem ainda ter sites otimizados para as compras via mobile.”

Além disso, a PayPal indica que Itália “é o principal mercado europeu para os consumidores que fazem compras online via smartphone (83%). Ao mesmo tempo, apenas 65% das empresas italianas indicaram ter um site ou aplicação preparada para os dispositivos móveis.”

Nos EUA, por outro lado, 72% dos consumidores usam smartphone para fazer pagamentos online, enquanto 57% das empresas dizem oferecer uma experiência otimizada para dispositivos móveis, o segundo número mais baixo de todos os países envolvidos no estudo.

O estudo mostra também que segurança e confiança continuam a ser fatores importantes na decisão de compra dos consumidores através de dispositivos móveis [2]. 51% dos inquiridos no âmbito deste estudo evitam o m-commerce devido a preocupações de segurança, mas certos países, incluindo o Japão, estão menos preocupados (28%). Em contraste, os mercados mais preocupados são o Reino Unido (64%), Austrália (63%) e os EUA (58%).

“Olhando para futuro, verificamos que existe mais potencial do que nunca para os comerciantes melhorarem a experiência de compra para todos os consumidores, enquanto abordam as preferências de mercados únicos. Os comerciantes podem aproveitar a ascensão do comércio móvel e social trabalhando com um parceiro como o PayPal, que lhes permite criar melhores experiências digitais, capturar mais vendas e, finalmente, impulsionar o crescimento”, explica Miguel Fernandes, chefe de vendas e desenvolvimento de negócios da PayPal Portugal.