Consumo

Consumidores do centro do país gastam mais em compras de Natal

Consumidores do centro do país gastam mais em compras de Natal

Quase metade dos portugueses pretendem gastar o mesmo que o ano passado nas suas compras de Natal. A conclusão é de um estudo realizado pela More Results que revela que é no centro do país que os consumidores gastam mais, com 44,4% das pessoas desta região a prever gastos acima dos 1000 euros nas compras de Natal.

O estudo ‘As tendências de compras de Natal dos portugueses’ indica que 49,5% dos portugueses inquiridos pretende gastar em 2017 o mesmo valor gasto nas prendas de Natal em 2016. 38,8% diz, no entanto, que pretende diminuir os seus gastos face ao ano anterior.

De acordo com o estudo, “na sua maioria, os gastos dos portugueses irão até aos 400 euros. E é no intervalo de consumo entre os 100 euros e os 200 euros que se situa a maior fatia, com 36,3% do total da população inquirida em todo o território nacional. Segue-se 27% a afirmar fazer, em média, os seus gastos em compras de Natal até um máximo de 100 euros. Por sua vez, 26,1% diz pretender gastar entre 200 e 400 euros.”

A More Results revela também que 7,5% da população portuguesa prevê gastar entre 400 euros e 600 euros e que apenas 0,8% da população inquirida terá um orçamento de 1000 euros, sendo que a maioria dos inquiridos que pretende gastar este valor são da região centro (44,4%). Importa referir, no entanto, que 52% dos jovens entre os 18 e os 24 anos pretendem gastar até 100 euros, com 11,3% a indicar que este será um valor superior a 2016.

Onde compram os portugueses?

O estudo revela também que no que diz respeito a compras de Natal, os portugueses preferem comprar em centros comerciais, seguindo-se o comércio tradicional e de rua e os outlets. A nível regional, no Norte, no Centro, em Lisboa e Vale do Tejo e na Madeira os consumidores optam pelos centros comerciais, contudo, no Algarve e nos Açores a preferência vai para o comércio tradicional e para as lojas de rua.