Opinião

Decisão orientada para os dados é fundamental para o retalho

Na era do Big Data, onde o volume de dados no mundo duplica a cada 2 anos, é cada vez mais decisivo para qualquer empresa e fundamental para o sucesso de qualquer retalhista, a implementação de culturas de decisão orientada para os dados. Poder usufruir de ferramentas e dos skills necessários para recolher, tratar, estruturar, interpretar e acionar de forma eficiente e ágil, a imensidão de dados transacionais que, todos os dias, são fornecidos nas lojas, é uma vantagem competitiva para qualquer negócio.

Bruno Sousa, Partner Management & Customer Insights Director do Cartão Continente

Bruno Sousa, Partner Management & Customer Insights Director do Cartão Continente

Ter dados é fundamental, mas essencial é conseguir transformar os dados em conhecimento accionável. Pela quantidade de dados de que dispomos, muitas vezes o desafio é conseguir focar no que é mais relevante para o negócio, a cada momento, ter a capacidade de fazer as perguntas certas e, depois, priorizar a geração de insights, para que realmente impactem na tomada de decisão estratégica. A forma mais eficiente de o fazer é focar no cliente, desenvolver culturas de customer centricity, onde as ferramentas de Advanced Analytics possam ser potenciadas, não só para descrever de forma assertiva o que acontece no presente, mas também para usar o conhecimento sobre o passado, para tentar prever comportamentos do futuro.

É decisivo potenciar estas ferramentas para conhecer o negócio, e conhecer como ele é visto pela “lente do cliente”, usar esse conhecimento para tomar decisões que permitam aumentos de eficiência, e melhorias da proposta de valor ao longo do tempo, tornando os negócios adequados às necessidades do presente, e mais preparados para o futuro!