Consumo

82% dos portugueses têm mais confiança em produtos certificados

82% dos portugueses têm maior confiança em produtos certificados

82% dos consumidores portugueses revelam ter mais confiança em produtos com rótulos e selos de certificação. A conclusão consta do mais recente estudo do Observador Cetelem – ‘Consumo na Europa: Novos Caminhos para a Confiança’.

O estudo agora divulgado revela que as principais condições para conquistar a confiança dos portugueses numa marca são a existência de vendedores profissionais (86%), a qualidade da marca (77%) e a boa experiência com o produto (51%).

Importa ainda referir que no que diz respeito aos fatores necessários para conquistar a confiança numa marca, os portugueses mencionam o serviço pós-venda, com 34% de referências, a reputação e imagem dos produtos, aspeto referido por 31% dos consumidores nacionais inquiridos, e o historial da marca, em especial a sua longevidade, com 29%.

Para além disso, para 55% dos inquiridos no âmbito deste estudo, os produtos com origem no comércio justo, com referência na etiqueta da origem protegida, ou detentores de etiquetas biológicas, merecem maior confiança, enquanto 27% asseguram que estas referências dão-lhes muito mais confiança no produto. Já 18% não fazem qualquer distinção entre produtos certificados ou não certificados.

Entre os consumidores dos 15 países analisados pelo Observador Cetelem, os consumidores portugueses estão inclusive entre aqueles que maior atenção prestam à rotulagem e certificação, apenas ultrapassados pelos búlgaros. No pólo oposto encontram-se os checos, com apenas 49%, e os britânicos, com 50%.