Sustentabilidade

Tetra Pak obtém duplo “A” na classificação da CDP

A organização não-governamental CDP, antiga Carbon Disclosure Project, distinguiu a Tetra Pak pela sua ação contra as alterações climáticas e pela proteção das florestas. Esta é a quarta vez que a Tetra Pak conquista um lugar na prestigiada “Lista A” da CDP.

Este índice do mercado de capitais que é o principal rating de sustentabilidade energética e carbónica a nível mundial. O processo anual de divulgação e pontuação ambiental da CDP é considerado como a referência na transparência ambiental corporativa. 

“A Tetra Pak é uma das 179 empresas reconhecidas pelas ações para a redução de emissões de CO2, por mitigar os riscos climáticos e por desenvolver a economia de baixas emissões de carbono, sendo também uma das 8 empresas que trabalham para prevenir a desflorestação nas cadeias de fornecimento, através do recurso sustentável dos principais produtos ligados à desflorestação”, referem em comunicado enviado à DISTRIBUIÇÃO HOJE.

De todas as empresas que participaram no estudo em 2019, apenas 2% receberam a classificação “A” pela sua ação climática.

A CDP utiliza uma metodologia detalhada e independente para avaliar as empresas, classificando-as de A a D, baseando-se na extensão da sua divulgação, na identificação e gestão dos riscos ambientais e na demonstração das melhores práticas associadas à liderança ambiental, tais como a definição de metas ambiciosas e relevantes.

A pontuação da CDP, referente à proteção das florestas, divide-se entre os quatro produtos que mais desflorestação causam: produtos de madeira, produtos pecuários, a soja e o óleo de palma. As empresas têm de obter um A em pelo menos um destes produtos de risco florestal para que possam integrar a “Lista A” de Florestas.

A lista completa empresas que formam a “Lista A” da CDP relativamente às Alterações Climáticas e Florestas encontra-se disponível para consulta, bem como outras classificações de empresas divulgadas publicamente.