Sustentabilidade

Lidl dá mais um passo para reduzir pegada ecológica

Exportações do Lidl Portugal atingem os 148,45 milhões de euros

O Lidl adquiriu energia elétrica para o abastecimento de todos os seus edifícios e lojas a partir de fontes 100% renováveis. Este é mais um passo do Lidl Portugal na sua estratégia de sustentabilidade, reforçando a sua posição no combate às alterações climáticas.

Desta forma, a insígnia garante agora que o fornecimento de energia de todos os seus edifícios (sede da empresa, quatro entrepostos e 256 lojas), efetuado pelo parceiro comercial AXPO, é realizado com recurso a fontes de energia 100% renováveis e verdes, o que resultou na obtenção do certificado de garantia de origem “Energia Verde – Classe A”, referente a 2019, atestado pela AENOR, entidade internacional com competências para a certificação de qualidade.

“O recurso a este tipo de energias renováveis, garante que estas provêm de fontes 100% naturais e praticamente inesgotáveis, pela imensa quantidade de energia nelas contida e pela sua capacidade de se regenerar naturalmente. No caso do Lidl, a mistura de fontes de energias renováveis que compõem a totalidade do seu consumo é representado maioritariamente pela energia eólica com 77%, seguida da energia hidráulica 14%, da biomassa com 7% e por outras fontes renováveis tais como energia solar, com 2%”, explica comunicado da insígnia.

De relembrar que no âmbito da sua política de responsabilidade social corporativa sob o mote “A Caminho do Amanhã”, o Lidl adotou uma estratégia energética global que visa reduzir a pegada ecológica. Neste contexto, em 2018, a empresa obteve a certificação ISO 50001 reconhecendo a necessidade e importância da existência de um sistema de gestão de energia que permita definir, implementar e monitorizar medidas visando a redução do consumo energético.