Retalho

e-commerce cresce sete vezes mais que o total FMCG

e-commerce cresce sete vezes mais que o total FMCG

Na análise anual feita pela Kantar (terminada a junho de 2019), as vendas globais de FMCG (Fast Moving Consumer Goods) no canal online cresceram sete vezes mais rápido que as vendas totais de FMCG, em média.

O continente chinês continua no topo da lista de crescimento das vendas de comércio eletrónico em valor, com um aumento de 36,1% face ao ano anterior e continua a acelerar. Nos últimos seis meses, o comércio eletrônico cresceu 10 pontos percentuais (p.p.) em penetração, para 73% da população (três em cada quatro famílias chinesas) compram alimentos online. Este aumento faz da China, juntamente com a Coreia do Sul, o país mais avançando do mundo no que concerne o comércio eletrónico de FMCG.

As economias asiáticas continuam a liderar o ranking em termos de participação online no total de vendas. A Coreia do Sul está no topo desta tabela com uma participação de mercado online de 20,3%, seguida pela China continental (15,2%) e Taiwan (8,7%).

Na Europa Ocidental, o Reino Unido recebe a maior parcela das vendas de FMCG online (7,6%), seguido pela França (6,2%).

As previsões apontam para que as vendas online possam representar quase um terço das vendas de FMCG no continente chinês até 2025 e um quarto na Coreia do Sul. Na França e no Reino Unido, o comércio eletrónico representará um pouco menos de 10% das vendas de FMCG.

Stéphane Roger, global shopper and retail director da Worldpanel Division, Kantar, prevê que, até 2025, “as vendas no retalho online duplicarão, o que significa que 10% das vendas globais de FMCG acontecerão online. A procura contínua por conveniência nas áreas urbanas, a integração entre online e offline, a criação de novas opções diretas ao consumidor e mais tecnologia ajudarão a alcançar novos objetivos além do perfil atual de famílias com crianças”.